Como contribuir com a saúde emocional das crianças durante a pandemia?

Se para os adultos já é difícil lidar com essa montanha-russa de emoções, incertezas e medos gerados pela pandemia, imagine para as crianças?

Embora a maioria delas não tenha sido contaminada diretamente pelo vírus ou não tenha ficado gravemente doente mesmo após um teste positivo, as crianças vêm sendo expostas a muitas mudanças e ao stress que a pandemia tem gerado nas famílias e na sociedade como um todo.

Escolas fechadas, restrições de contato físico com familiares e amigos, diminuição da renda das famílias ou até mesmo a perda de alguém próximo, são apenas algumas das perdas enfrentadas em tempos de pandemia. Diante desse cenário, o que pode ser feito para preservar a saúde emocional das crianças?


Vínculos afetivos consistentes fornecem segurança


Ainda que os adultos não saibam ao certo as respostas para a maioria das perguntas acerca da pandemia, é importante que as crianças tenham consciência de que elas tem com quem contar e que há alguém para protegê-las e ajudá-las a superar esse momento difícil.

A garantia de ter alguém que zele pela sua segurança e bem-estar deixará as crianças mais confiantes e menos vulneráveis ao desconhecido.

Diante das restrições de contatos físicos decorrentes da pandemia, a conexão virtual com amigos e familiares tornou-se uma alternativa para preservar a interação social e os vínculos afetivos, e ultrapassar as barreiras geográficas, mesmo para crianças em idade pré escolar.


A importância de estimular a criança a falar sobre os seus sentimentos


Nem sempre é fácil saber como uma criança está se sentindo. Muitas vezes não há comunicação verbal, mas percebemos comportamentos agressivos, alterações de humor ou ainda problemas no sono. Você sabia que mesmo crianças pequenas podem ser encorajadas a falar sobre os seus sentimentos?

Caso a verbalização dos sentimentos não seja um comportamento natural para a criança, é possível iniciar a estimulação desse processo com frases do tipo “eu entendo que você está chateado por não poder brincar com os seus amigos”. A validação do sentimento da criança por parte do adulto a deixará mais confiante para falar, entender e administrar os seus próprios sentimentos.


Atividade física como aliada no combate ao stress infantil


Correr, brincar, pular, qualquer esporte pode ser um grande aliado no combate ao stress das crianças. A prática de atividade física é fundamental para o bem-estar físico e a saúde mental tanto das crianças quanto dos adultos.

A pandemia, além dos medos óbvios, nos trouxe um outro desafio, lidar com a limitação de espaço físico. O isolamento, muitas vezes em ambientes pequenos como apartamentos, impulsiona uma tendência que já era observada antes da pandemia, o uso crescente de tecnologia digital como entretenimento para as crianças. Muito embora a situação seja atípica durante a pandemia, e a tecnologia digital tenha se tornado uma grande aliada no próprio processo de aprendizagem, a limitação sobre o tempo total de tela é muito importante, entre outros fatores, também como forma de estimular as crianças a se movimentarem mais.


O papel das escolas de educação infantil no retorno às atividades presenciais em meio à pandemia


O retorno às atividades presenciais demandará atenção especial dos gestores de escolas de educação infantil. Além das responsabilidades de rotina no cuidado com as crianças, a escola terá que lidar com a insegurança das famílias e das crianças e criar estratégias para fortalecer vínculos e propiciar um ambiente saudável para todos.


Os novos tempos também exigirão atenção com a equipe da escola. Professores e funcionários terão que lidar com seus próprios medos e inseguranças e precisam contar com o suporte de uma administração aberta ao diálogo e ao trabalho colaborativo para o bem-estar de todos, especialmente para que as crianças sintam-se protegidas e acolhidas em um ambiente seguro.

No cenário de pandemia, ganha ainda mais importância a evolução tecnológica das escolas e a utilização de ferramentas que facilitem e automatizem toda a rotina administrativa dos gestores de escolas de educação infantil, de forma que tenham mais tempo para se dedicar ao que realmente tem valor para a escola: as crianças, as famílias, o projeto pedagógico e a gestão da equipe. Além de um sistema de gestão eficaz, a nova realidade mostra a necessidade de substituição de agendas físicas por agendas eletrônicas para que as famílias possam acompanhar, mesmo de longe, as atividades desenvolvidas na escola e sintam-se cada vez mais seguras e confiantes para que seus filhos retornem às atividades presenciais. As restrições de contato físico, indispensáveis para a segurança de todos, não podem se tornar uma barreira para a conexão e integração com as famílias.


Será um grande desafio para os gestores das escolas de educação infantil e o SIX quer ser parceiro nessa jornada de evolução tecnológica e melhoria dos processos administrativos na gestão escolar.


Para colaborar com as escolas durante esse período de pandemia e adaptação à nova realidade, a equipe do SIX está selecionando escolas de educação infantil de todo o Brasil para utilizarem gratuitamente o Sistema de gestão SIX + Agenda Eletrônica. Participe do SIX Experience.


Descubra mais sobre as funcionalidades do Sistema SIX e o trabalho da nossa equipe no suporte às escolas de educação infantil no nosso site.




#educacaoinfantil #pedagogia #escolaeducacaoinfantilnapandemia

30 visualizações

Copyright © 2020 sistemasix.com

Av. Ipiranga, 6681 - Prédio 97 TecnoPUC | 5º andar - Partenon - Porto Alegre - RS

Av. Carlos Maximiliano Fayet, 140 - Hípica - Porto Alegre - RS